Fechar [X]

Mostra AdrenaCINE

Mostra AdrenaCINE de Esportes Urbanos e Radicais False

Por CemporcentoSKATE

Curtir

17/09/2009

Durante a Virada Esportiva, no dia 19 de setembro, o Centro de São Paulo vai receber a mostra AdrenaCINE de esportes urbanos e radicais. Com longas e curtas metragens, além de vídeos produzidos pelos próprios esportistas, a mostra vai unir quem está em busca de cultura e muita adrenalina, mostrando que o esporte também é uma forma de cultura viva.

A AdrenaCINE será uma comunicação direta entre cinéfilos e praticantes dos esportes radicais. Para cruzar esses dois universos, além de filmes já consagrados, as expressões culturais individuais serão representadas na AdreNaHora, uma mostra livre de vídeos dos espectadores.

O evento acontece a partir das 18h, A Mostra vai acontecer no dia 19 de Setembro, sábado, no Cine Dom José, na Rua Dom José de Barros, 306 – no centro de São Paulo, ao lado da Galeria Olido. O ingresso custa R$ 2,00 sendo que parte da renda será destinada à ONG Skate Solidário que realiza um trabalho com crianças e jovens, incentivando-os ao esporte, cultura e educação. A ONG atua em São Paulo e na região ABCD com os projetos: «Skate na Escola» e «Skate em Ação». Quem quiser contribuir, é só levar seus skates e equipamentos esportivos antigos, material escolar, agasalho ou quilo de alimento, destinados ao pessoal da ONG.

A meta da AdrenaCINE é proporcionar um espaço para que os milhões de fãs de skate e bikes possam ter acesso a essa imensa produção na tela grande. Aliar Cultura e Esporte é o ponto fundamental do projeto.

A AdrenaCINE conta com uma seleção diversificada de um material que evidencia a multiplicidade do universo em questão. As obras selecionadas serão uma pequena amostra de tudo o que habita a realidade dos filmes esportivos. A mostra faz questão de abordar essa diversidade selecionando filmes, que unidos pelo tema, divergem no formato, na origem e na abordagem. Desde filmes de ficção que relacionam a vida cotidiana ao amor por andar de skate por São Paulo, como o curta-metragem “Skate or Die”, até filmes com um grande apuro técnico e estético, como o curta “Cinema Maldito” produzido pela Skate SA.

Importantes produções de manobras, vinculadas à grandes praticantes dos esportes urbanos, à campeonatos ou à marcas patrocinadoras, também terão lugar na mostra. A grande parte da produção sobre skate gira em torno desses vídeos, que a cada dia alcançam uma qualidade estética e uma ousadia nas filmagens que exigem e garantem seu espaço garantido na tela grande do cinema. Filmes como “Nothing but the truth”da Nike SB e o “Converse Skateboard Square” (DVD que foi encartado na CemporcentoSKATE # 02 - ANO 14), mostram que, tanto no exterior quanto dentro do Brasil, essa produção é convergente e de imenso apuro estético.


Programação de vídeo de skate da Mostra AdrenaCINE:

Sessão 1 – 18h00


Skate or Die
Curta-metragem de Victor Ribeiro, 2009, 8 min
Em tempos de adolescência, Alexandre (Vitor Ribeiro) mistura a adrenalina de andar de skate, com o drama de perder a namorada. Neste curta, o protagonista se divide entre lembranças da vida de casal e a nova vida de solteiro, sem esquecer as manobras radicais. Enquanto anda de skate pelas ruas de São Paulo, acaba reencontrando sua ex-namorada, fazendo com que ele tenha de entender um jargão muito usado no universo do skatista: “Skate or Die”.

Nothing but the Truth

Longa-metrgem de Lionel Goldstein, 80 min
Três anos filmando, o Nothing But The Truth é a história do Nike SB Team, com ou sem seus skates. O time fez um tour mundial em OUTUBRO de 2006 e criou uma sequência em cima disso no Vale de Santa Clarita – Sul da Califórnia.
Skatistas como Paul Rodriguez, Brian Anderson, Gino Ianucci, Stefan Janoski, Omar Salazar, Ched Childress, Reese Forbes, Todd Jordan, Daniel Shimizu, Danny Supa, Wiege Van Wageningen, Lance Mountain and amateurs Grant Taylor, Lewis Marnell, Dan Murphy and Clark Hassler uniram-se com o diretor belga Lionel Goldstein para contar toda a verdade, Nada Mais que A Verdade?(Nothing But The Truth).
Pense em filme de Skate, ao invés de vídeo de Skate. Além de mostrarem muito skate no pé, neste longa, foi dado ao time, “carta branca” para lançar suas histórias. A idéia do roteiro, era que os skatistas poderiam escrever e dirigir um “filme”, que contasse a verdade sobre a vida deles.

Sessão 2 – 20h00


Converse Skateboard Square
Média-metragem do coletivo 100%Skate, 33 min
15 skatistas convidados, 5 videomakers, 3 dias para filmar numa praça em Lençóis Paulista (SP). Essa é a proposta do filme “Converse Skateboard Square”, que além da produção vídeo contou também com uma premiação para as melhores manobras.
Mas a competição não foi o foco principal. As imagens comprovam muito mais que a habilidade e técnica dos skatistas. Elas comprovam que o Skate brasileiro é sério, profissional, confiável.
Uma das coisas mais legais do Converse Skateboard Square é o fato de ser um evento multimídia: fotógrafos e videomakers trabalhando juntos, garantindo leituras distintas do mesmo momento. Ás vezes o flash do fotógrafo aparece na filmagem, as vezes é o videomaker que dá as caras na fotografia… Faz parte…


Sessão 3 – 22h00

O Cinema Maldito
Curta-metragem de Thomas Losada, 2009, 8 min
O curta Cinema Maldito foi filmado e dirigido pelo skatista Thomas Losada. A produção tem o roteiro assinado por Vanderlei Arame, que é a estrela principal. Cinema Maldito foi filmado dentro de um shopping center abandonado, numa área nobre da cidade de São Bernardo do Campo.
Segundo Thomas, “a produção do vídeo surgiu a partir da possibilidade de invadir um shopping abandonado, que era cobiçado há muitos anos. No mês de janeiro os seguranças do local foram embora, deixando assim o lugar pra invadir. Fomos tomar um refri na padoca, aí o Arame, com sua gaveta de idéias me contou que queria produzir não só imagens de manobras, mas sim uma história. Aluguei equipamento e iluminação de um amigo skatista, com o preço bem bacana e começamos a produzir. Foram três dias de filmagens, os dois primeiros só pra filmar manobra, e numa manhã de domingo produzimos o curta-metragem do início do vídeo”.
“A produção de tudo foi viabilizada do meu bolso, mas com intuito de também produzir material para o programa onde público minhas matérias, o Skate Paradise, da ESPN Brasil. Após a finalização do produto, a ONG Skatesolidário fez o intermédio com a secretaria de cultura da cidade de São Bernardo do Campo para exibição do vídeo gratuitamente no cinema da cidade” – Thomas.

Notícias relacionadas
Mais notícias

Para acessar com a sua conta do Facebook, é necessário que você esteja cadastrado no site.

Já sou Cadastrado! Cadastre-se

Para acessar com a sua conta do Twitter, é necessário que você esteja cadastrado no site.

Já sou Cadastrado! Cadastre-se