Aconteceu neste fim de semana (29 e 30) a Segunda Etapa do Circuito Reef Skate House 2002. O evento atraiu atletas do Rio Grande do Sul, Paraná e Bahia, além de várias cidades do interior de São Paulo para a maior pista coberta da América Latina. Mas grande parte deles deixou a capital com um ar de insatisfação. Com o valor da inscrição equivalente a dos principais circuitos do país, que premiam o dez primeiros colocados, esta segunda etapa deixou a desejar, mais uma vez, na hora da premiação.
Ao contrário do que prometeram quando foram criticados pela qualidade da premiação da primeira etapa, os organizadores não aumentaram os prêmios. No entanto, eles alegam que isso aconteceu por não ter havido um aumento no número de patrocinadores. “Alguns deles não compareceram e uma marca não entregou a premiação equivalente à cota acertada”, explica uma das organizadoras do evento, Ana Flávia Carvalho.
“Com isso notamos que não podemos contar mais com esses parceiros para as próximas etapas. A organização decidiu então premiar do primeiro ao quinto em grande estilo”, completa Ana Flávia, ressaltando que eles estão trabalhando com seis diferentes modalidades e que a premiação até o décimo significaria a distribuição de 60 kits. Os competidores que terminaram entre a sexta e a décima colocação receberam medalhas. Isso deixou muitos deles indignados por terem ficado um dia inteiro se empenhando nas eliminatórias, semifinal e final, em busca de um lugar entre os dez primeiros, e não receberem uma premiação que justificasse os R$20 da inscrição.
No sábado, houve um pequeno atraso no cronograma devido a um imprevisto com a aparelhagem de som, e as eliminatórias só acabaram por volta das 21h. Domingo, dia em que o Brasil disputou a final da Copa do Mundo, também foi vítima do cronograma, mas a organização diz que já previa o atraso. O evento terminou em torno das 20h. Apesar desses problemas, os competidores consideraram boa organização do campeonato. Um dos pontos positivos destacados foi a sala de alimentação que a organização ofereceu aos atletas, com direito a duas sacolas de frutas para cada competidor. Eles também elogiaram o pronto atendimento dado pelo fisioterapeuta Luis Henrique Vieira e a sala destinada ao tratamento dos contundidos.
“Para as próximas etapas estamos batalhando o apoio de outras marcas e solicitando uma assessoria da Federação Paulista de Skate para nos orientar quanto ao seu bom andamento”, diz Ana Flávia. Confira os resultados abaixo:

Resultados:

Mirim
1º – Paulo S. Beranger (Action Now)
2º – Gabriel F. Santos (Shiny)
3º – Jorge Botossi (89 Rock Shop de M. das Cruzes)
4º – Igor Smith (Drop Shoes, Tracker, Action Now, Rip Bone)
5º – Mário Sérgio Pastel (Billabong)

Feminino
1ª – Mônica Messias (Refén)
2ª – Karen Feitosa (New, Qix, Crail, Vasu, Shiny)
3ª – Marta Linaldi (Cml, Moska, Kroul)
4ª – Tatiane Marques (Reef, Dirty Money, John, UCR)
5ª – Gilmara Viera (Billabong, Osso, Swoop)

Iniciante
1º – Diego Oliveira (AVB, Plasma, Shiny)
2º – Felipe de Lucca (New Skate, Shiny)
3º – Daniel Marques Mendonça
4º – Klaus Bohms (Swoop/ ap. UCR)
5º – Josuel Santana (Tailon)

Longboard
1º – Mario Neto (Shock, Genius, Dice, Bones)
2º – Dougas Barbosa (Black Flys, ap. Lost)
3º – Fabio Gomide (40º, For Surfs)
4º – Eric Alonso
5º – Eloy Figuereido (40º)
6º – José Eduardo Zequinha (Central Surf, Skate Plus)
7º – Bruno Zóio (Esze)
8º – Haruo Kaneko Japonês
9º – Patricia Valenti (Billabong, Reef)
10º – Adriano Sima (Shock, Brasil Boards)

Amador
1º – Dênis Anselmo Borracha (Shock, Progress, ap. Uniform) – SP
2º – Fabiano Zimbaro Torinha (Bad Boy, Osso, Reef, Lifestyle) – SP
3º – Ranier Caruzo Raninho (This Way, Shiny, Ranix, Skavator) – SBC (SP)
4º – Michel da Silva Pereira (Skate Plus) – SP
5º – Rafael Sevilha – SBC (SP)
6º – Alexandre Cavalcante Xande (ap. Hostile) SBC (SP)
7º – Marcos Hiroshi Ito (Sims, Skateshop.com.br) – SP
8º – Francisco Kendy (Plasma, New Skate, This Way) – SBC (SP)
9º – Leandro Chico (X-Kaine, Correria, Nail) – Ferraz de Vasconcelos (SP)
10º – Danilo Diehl Cabeça (Drop Dead, Freedom Fog, Osloh Trucks) – Piracicaba (SP)

Vertical Amador
1º – Edgard H. Carvalho Vovô (Venon, Reef, Família Brasil) – SBC (PR)
2º – Vítor Cesar Simão (New Skate, Soul Boards, Std Up mochilas, Fisioterapia Wouff) – Curitiba(PR)
3º – Daniel Gordo – Curitiba(PR)
4º – Carlos Eduardo Brás Dudu (ap. Plasma) – Sto André (SP)
5º – Daniel (Levitas, Blunt Sk8 Park)
6º – Richard Mosquito (Wagon, SB Shoes) SCS (SP)
7º – Reginaldo Naldo (Vert Pipe Skate Wear) – Curitiba (PR)
8º – Luiz Cláudio (Soul Boards) – S. J. dos Pinhais (PR)
9º – Marcelo Monteiro (Vert Pipe) – Curitiba (PR)
10º – Martin André (Reef, Rusty, Nixon, Metal Trucks) – S. J. dos Campos (SP)

Vista da área de competição